fbpx

Revista conexão

Font size: +

CONHEÇA JOHNNY

meet jhonny pt

FALE UM POUCO DE SI MESMO.

   Meu nome é Jhonny. Eu tenho 25 anos de idade e sou estudante de medicina da Universidade Adventista de Montemorelos no México. Eu nasci em uma família adventista, embora com o passar dos anos eles tenham deixado a igreja,mas como é dito nas escrituras em Provérbios 22:6 – “Ensina a Criança o caminho que deve andar e ainda quando for velho se lembrará dele.. Eu fui batizado quando tinha 18 anos e ainda continuo como parte da igreja.

COMO VOCÊ SE IDENTIFICA?

   Eu descobri que era diferente desde os meus 8 anos de idade, porque eu gostava de um colega de sala de aula o qual eu implicava com ele sempre que tinha chance. Durante a minha adolescência eu comecei a perceber melhor todas as mudanças pelas quais eu vinha passando, mas somente há alguns atrás foi que me aceitei como homossexual.

COMO FOI CRESCER SENDO GAY?

   Durante minha infância, quando percebi que gostava de meninos e não de meninas. Eu tentei encontrar ajuda para curara mim mesmo. Quando eu lia na bíblia ou questionava algum pastor pedindo ajuda. Foi ouvir que Deus odeia o pecado, mas ama o pecador, e toda a orientação bíblica a qual indicava que eu não deveria ser gay. Eu me lembro quando eu vim para a Universidade de Montemorelos, eu procurei suporte com um psicólogo o qual me submeteu a uma terapia de lavagem cerebral. Eu usei um caderno no qual eu anotava as razões por que eu queria ser heterossexual. Eu jamais me esquecerei de o que eu escrevi ali: “Eu não quero ser homossexual porque eu quero ir para o céu e eu não quero me perder por toda a eternidade. Em mais de uma ocasião eu pensei em tirar a minha vida cometendo suicídio, e por duas vezes eu me mutilei, mas graças a Deus eu ainda estou aqui. E não posso dizer que tem sido fácil ser homossexual e cristão.

E COMO TEM SIDO A SUA VIDA DESDE ENTÃO?

   Apesar de todas as minhas inseguranças. Eu revelei a minha homossexualidade saindo do armário”. Há pouco mais de dois anos atrás. Eu contei para minha mãe que eu sou homossexual. Ela tem sido uma ajuda grandiosa para mim e minha vida espiritual. Posteriormente, eu comecei a abrir o jogo para os meus amigos e minhas redes sociais e de trabalho. Isso não foi fácil, pois, a maior parte das pessoas que eu conheço são membros da igreja e me conheceram quando eu ainda era oficialmente da igreja e um colportor, que vendia livros religiosos e outros materiais e outros dos tempos que eu pregava na igreja. Embora eu tenha mantido uma posição firme tanto sobre a minha sexualidade quanto sobre a minha fé.

VOCÊ ATUALMENTE FREQUENTA A IGREJA?

   Sim eu vou a igreja. Eu penso que não posso deixar de ir porque a igreja é importante para a minha vida. Eu devo ter dito isso quando me assumi. Eu deixei a comunidade religiosa porque eu temi os olhares das pessoas e o que elas poderiam dizer. Embora, hoje eu saiba que Deus me ama, e quando eu vou a igreja eu não vou para me encontrar com as pessoas, mas sim para me encontrar com Deus e o grande amor dEle por mim. Graças a Deus eu encontrei muito mais apoio de amigos verdadeiramente cristãos e da minha mãe. Eles mantiveram a minha espiritualidade exaltada.

SE VOCÊ PUDESSE ORIENTAR OUTROS CRISTÃOS SOBRE ALGUM ASPECTO DA COMUNIDADE LGBT, SOBRE O QUE ISSO SERIA?

   Eu diria a eles para tentarem não usar o púlpito para promover um discurso de ódio, mas sim para ensinar sobre o amor de Deus por nós exatamente como nós somos, e sim, Deus ama o pecador e todos nós somos pecadores e onde abundou o pecado superabundou a graça. Ser homossexual não nos faz menos filhos de Deus e ser um heterossexual não faz de você um santo. Pelo contrário, ambos homossexuais e heterossexuais seguros pelas mãos de Deus serão aptos para alcançar as mansões celestiais e dizermos Esse é o Senhor que nos socorreu”.

VARIATIONS CAUSE BENDING !!

Related Posts